Quer ler este texto em PDF?

sábado, 18 de dezembro de 2010

CARNEVIVA

Existem virtuosos e inteligentes padres hoje inteiramente esquecidos e até desconhecidos dos teresinenses, como Acilino Portela, vigário da igreja do Amparo e falecido em 1941. O padre Áureo de Oliveira, diretor de educandário, esteve a frente do templo de São Benedito. Fui seu aluno do Colégio Diocesano. Era entroncado, beiços grossos, professor de francês. Monsenhor Constantino Boson, nascido em São Raimundo Nonato (PI), meu padrinho de batismo. De muito latim, virtuoso, exerceu elevadas funções. Erudito. Dirigiu o Colégio Diocesano, doutor na arte de aplicar sonoros bolos de palmatória. Muito trabalhador. Apreciava a boa pinga. O culto Cícero Portela Nunes, poeta também e jornalista, que quase governava o Piauí. O humilde frei Heliodoro, italiano de origem, confortador de pobres e doentes. Tornei-me amigo do padre Nonato, meu velho mestre de português, vigário da catedral das Dores, pobre e bondoso. O bom do padre Rego, que morreu atropelado, e o talentoso Raul Pedreira. O manso e estudioso Monsenhor Melo. Conheci-os e admirei-os. Todos estiveram durante pouco ou longo tempo a serviço dos teresinenses.

Houve os que viveram antes de mim. O pacificador e querido monsenhor Raimundo Gil. O lutador Joaquim de Oliveira Lopes, corajoso, firme nas convicções. O cônego Raimundo Fonseca, escritor, sacerdote de grande erudição. Frei Serafim, inesquecível no coração dos teresinenses, benemérito da cidade, construtor da igreja de São Benedito. O cônego Tomás Rego, orador, intransigente na defesa do Catolicismo.

Teresina incorporou à sua história a vida e a obra do padre Mamede Antônio de Lima, vigário da Vila do Poti e o primeiro vigário da igreja de Nossa Senhora do Amparo e o que nela celebrou a primeira missa, sobre quem brevemente faremos uma destas crônicas despretensiosas.

Não conheci o padre Cirilo Chaves Soares Carneviva e muito já pesquisei sobre a vida deste sacerdote, substituto do pensador-livre Clodoaldo Freitas da Academia Piauiense de Letras.

Cirilo nasceu em Teresina e muito novo, aos 30 anos, faleceu no Rio de Janeiro, 1936. Filho do tenente-coronel do Exército José Joaquim Soares Carneviva, que se notabilizou na guerra do Paraguai.

Sacerdote culto, educador, orador sacro de projeção. Poeta muito festejado.

Consegui saber que serviu na igreja do Amparo da capital piauiense.

Ingressou na Academia Piauiense de Letras em 1925, recebido por Jônatas Batista, que o considerava íntimo das musas e orador sacro de imensos recursos. Fazia belos sermões de improviso. Dono de palavra fácil e fluente, viva e forte, de imagens sempre novas e sempre encantadoras.

Pena que a cidade guarde pouca cousa da memória desse padre que, durante pouco tempo, brilhou na vida intelectual de Teresina.


A. Tito Filho, 09/06/1988, Jornal O Dia.

6 comentários:

  1. Boa noite adorei seu post este padre cirilo carneviva e da minha familia e eu tbm nao sei muito sobre ele pois ele pelo pouco que seoube era um homem de bom coracao bom filho pena eu nao ser da geracao dele e nao pude conhecercarneviva e uma so familia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jose Dias,
      Sou Carlos Dias e pesquiso sobre o Pe. Cirilo.
      Gostaria de saber se vc dispõe de alguma foto do mesmo e/ou qualquer outra informação.
      Estou escrevendo um livro sobre ele, a ser lançado em abril de 2016
      Carlos Dias (Altos-PI)
      (86) 99435 5962 99805 9135
      cadias72@bol.com.br

      Excluir
    2. Olá, Jose Dias,
      Sou Carlos Dias e pesquiso sobre o Pe. Cirilo.
      Gostaria de saber se vc dispõe de alguma foto do mesmo e/ou qualquer outra informação.
      Estou escrevendo um livro sobre ele, a ser lançado em abril de 2016
      Carlos Dias (Altos-PI)
      (86) 99435 5962 99805 9135
      cadias72@bol.com.br

      Excluir
    3. Olá, Jose Dias,
      Sou Carlos Dias e pesquiso sobre o Pe. Cirilo.
      Gostaria de saber se vc dispõe de alguma foto do mesmo e/ou qualquer outra informação.
      Estou escrevendo um livro sobre ele, a ser lançado em abril de 2016
      Carlos Dias (Altos-PI)
      (86) 99435 5962 99805 9135
      cadias72@bol.com.br

      Excluir
  2. MEU AVO CHAMAVA-SE CIRILO CHAVES SOARES. MINHA TIA DIZIA QUE ELE FOI PADRE E PROFESSOR. NÃO SEI É É DA MESMA PESSOA QUE ESTAMOS FALAND0.

    ResponderExcluir
  3. TENHO FOTOS DELE. ELE ERA TAMBEM DO PIAUI E MORREU NO RIO DE JANEIRO. SO NÃO TEM O ULTIMO NOME CARNEVIVA.
    MEU EMAIL SUELYPONZIO@GMAIL.COM

    ResponderExcluir